SAIBA MAIS SOBRE A NOVA DIETA PEGAN

6.jpg

Quando se trata de emagrecimento e boa forma, sempre há algo novo no mundo da nutrição, especialmente no quesito dieta. A novidade do momento é a dieta Pegan, que tem conquistado muitas pessoas e feito sucesso entre os seus adeptos. Isto se deve não somente pela perda de peso e os benefícios que traz à estética, como a melhoria das unhas, cabelos e pele, mas também por ser saudável.

A junção de duas dietas

combinação dos princípios comuns das dietas Paleo e Vegan resultou na dieta Pegan. Embora seja um meio termo entre as duas dietas, ela também possui algumas restrições. Desta maneira, especialistas afirmam que para adotar a Pegan é importante ter a orientação de nutricionista.

Conceito da dieta Paleo

Também conhecida como dieta Paleolítica, a Paleo tem como base a alimentação dos nossos ancestrais: os homens pré-históricos. Ela contempla ovos, peixes, frutos do mar, carnes, frutas, verduras, vegetais e castanhas. O consumo de carboidratos e laticínios é restrito. Alimentos processados e industrializados não são permitidos.

Conceito da Dieta Vegan

666.png

A retirada total de carnes, leite, ovos e todos os alimentos e produtos de origem animal é a marca da dieta Vegan, ou Vegana. Ela propõe uma alimentação à base de grãos, batatas, legumes, sementes, oleaginosas, frutas, cereais e alimentos que sejam fonte da vitamina B12, como missô, leite de soja e algas marinhas, entre outros.

Princípios da dieta Pegan

6666.png

Criada por Mark Hyman, médico diretor do Cleveland Clinic Centre for Functional Medicine, a Pegan se baseia especialmente no consumo de alimentos naturais. Frutas e legumes devem corresponder a 75% da alimentação diária, enquanto a proteína animal deve estar em 25%. Já os açúcares refinados e os produtos industrializados, entre outros alimentos, não são incluídos na dieta. Esta restrição auxilia aqueles que estão em busca da perda de peso.

O que a Pegan permite comer

66666.png
  • Ricos em proteínas; minerais, como fósforo, potássio, magnésio e cálcio; vitaminas, como as do complexo B e fibras. Ou seja, o consumo de vegetais, legumes e verduras está liberado;
  • Parte importante na dieta Pegan, as frutas fornecem vitaminas A, do complexo B e C, fósforo, magnésio e potássio, entre outros minerais, além de serem ricas em fibras;
  • Ótimas fontes de vitaminas, triptofano e magnésio, frutas secas e sementessão permitidas nesta dieta;
  • As carnes liberadas na Pegan são especialmente as provenientes de animais criados de forma orgânica, ou seja, livres de antibióticos e hormônios, entre outros aspectos diferenciados da criação. No entanto, devem ser consumidas com moderação;
  • Consumir com moderação grãos integrais, como aveia, quinoa e trigo sarreaceno;
  • As gorduras boas, como a do azeite de oliva e do abacate, são bem-vindas.

O que a Pegan proíbe comer

666666.png
  • Baseada na dieta Paleo, o consumo de carboidratos simples, como o arroz, não é permitido;
  • Açúcar e sal, ambos refinados, são abolidos da dieta;
  • Massas, pães e produtos industrializados não podem ser consumidos;
  • Celíacos e pessoas com intolerância à lactose podem se beneficiar da Pegan, uma vez que há exclusão de alimentos que contêm glúten e os derivados do leite;
  • É proibido consumir amendoim e produtos derivados.

Prós e contras

Pegan é propícia para quem quer adotar uma alimentação mais natural, mas que não deseja ou não consegue abrir mão totalmente de consumir carne. Desde que realizada sob a orientação de um nutricionista, não há nenhum contra.

Você já conhecia a dieta Pegan? Faz esta dieta ou conhece alguém que a faça? Conte para nós o que acha desta novidade.