SAIBA COMO PREPARAR ADUBO ORGÂNICO EM CASA

88.jpg

Se você tem ou pretende cultivar uma horta caseira, legitimamente orgânica, mas ainda está em dúvida sobre como deixar a terra rica em nutrientes, vai gostar de saber que é possível fazer adubo com os restos de alimentos gerados em sua residência.

compostagem, método de decomposição da matéria para obtenção de fertilizante natural, pode ser feita a partir de cascas de frutas, legumes, ovos, restos de vegetais, folhas secas, entre outros. Pode ser uma alternativa prática e barata para quem busca nutrir o solo de forma saudável, ou seja, sem a adição de compostos químicos ou adubo de origem animal.

O que é preciso fazer para produzir adubo orgânico?

Para preparar uma composteira, selecione dois recipientes: um para colocar matéria orgânica e o outro para recolher o “chorume” gerado por ela. Como o objetivo é colaborar com o meio ambiente, a dica é reutilizar objetos como baldes, potes de sorvete, latas de tintas, etc.

Em seguida, faça vários furos no fundo do recipiente que vai abrigar os restos de alimentos para que haja a entrada de oxigênio e facilite a saída do líquido eliminado pela decomposição. Embaixo deste pote, deve haver outro que vai ficar responsável por armazenar o chorume.

Mesmo que o método seja simples, existem algumas técnicas que aceleram o processo de degradação dos alimentos. Fazer a compostagem não é só colocar o lixo orgânico de qualquer jeito: o segredo está na sobreposição dos resíduos que são responsáveis por agilizar a decomposição.

Portanto, para virar adubo, o material orgânico precisa ser montado em camadas. A primeira delas deverá ser feita com serragem e terra, pois estes elementos possuem fungos e bactérias, que ficarão responsáveis por atuar no processo de degradação dos resíduos.

Depois disso, basta colocar os restos de alimentos por cima e intercalar com uma camada de material seco, como folhas moídas. É importante que a última camada (que vai ficar exposta) seja sempre seca para evitar mau cheiro. Uma boa alternativa para combater os odores é colocar cal virgem por cima. A estrutura deve permanecer aberta para o composto respirar.

Quanto tempo o adubo orgânico leva até ficar pronto?

888.png

Depois de montada, é hora de dar tempo ao tempo. A primeira fase é de decomposição, que dura cerca de 20 dias. Após esse período, a matéria orgânica deve ser mexida para que haja entrada de oxigênio na mistura. Essas “mexidas” devem ser feitas sempre com o uso de luvas e com auxílio de um “garfo de jardim”.

Vale lembrar que não é recomendável inserir resíduos diariamente na composteira. O ideal é acrescentar a cada 15 dias. Nesse intervalo, guarde os restos dos alimentos na geladeira, dentro de um pote fechado.

O adubo orgânico pode levar de dois a três meses para ficar pronto, mas tudo vai depender da quantidade de lixo utilizado. Para saber se a mistura está pronta para uso, preste atenção no cheiro, na textura, na temperatura e na cor. O fertilizante natural tem cheiro de terra e não suja a mão. Ele não pode estar quente e deve ter a coloração marrom escuro.

Adubo biodinâmico

8888.png

A proposta biodinâmica é uma filosofia em que toda a biodiversidade ao redor é completamente respeitada. Nesse modelo, a natureza se ajuda: os chás naturais auxiliam na mineralização do solo, a plantação ao redor controla a proliferação de pragas e a colheita ocorre através dos ciclos lunares garante o completo equilíbrio do solo.

Rudolf Steiner, quem iniciou os estudos do adubo biodinâmico na década de 1920, afirma que “adubar consiste em vivificar a Terra”. Os preparados tem uma numeração que vai de 500 a 508, que surgiu primeiramente como um código e nos dias atuais facilita a comunicação internacional. Preparados como o 500 ou 501 são excelentes para melhorar a qualidade do alimento.

Os adubos biodinâmicos são reconhecidos como remédios homeopáticos no que diz respeito às substâncias naturais utilizadas na manutenção do solo. Eles são elaborados a partir de plantas medicinaisesterco e silício (quartzo), que são envoltos em órgãos animais, enterrados no solo e submetidos às influências da Terra.

Conhece outra técnica para obter fertilizante natural? Queremos saber! Não se esqueça de acompanhar o nosso blog para saber tudo sobre alimentos naturais.