OS SEGREDOS DA ALIMENTAÇÃO CRUDÍVORA

A quantidade de informação disponível sobre alimentação crudívora é grande, entretanto, nem sempre o que escrevem por aí está correto. Por isso, hoje viemos esclarecer algumas dúvidas sobre a dieta dos alimentos crus.

Você nunca se perguntou como os homens primatas tinham força, energia e eram saudáveis vivendo apenas do que a natureza produzia? Alguns pesquisadores acreditam que o cérebro humano só desenvolveu hábitos alimentares dependentes de industrializados quando o homem passou a cozinhar os alimentos. Esse mesmo homem, que antes ia em busca da sua própria comida, hoje não tem tempo para mais nada: precisa fazer refeições rápidas, que possam ser mastigadas facilmente e que forneçam mais calorias em menos tempo.

Esses hábitos, entretanto, têm contribuído para o aumento de doenças, como diabetes, que de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, atinge cerca de 12 milhões de pessoas no Brasil. Sabendo disso, por que não usar a alimentação a nosso favor? Para saber como isso é possível, continue lendo!

Os benefícios da alimentação crudívora

A base desta dieta é o consumo de alimentos crus, como sementes, frutas, vegetais e grãos. Os crudívoros também não ingerem nenhum tipo de alimento com origem animal, plantados com adubo químico ou cultivados com pesticidas. Se você está se perguntando quais são os benefícios de uma alimentação deste tipo, saiba que o corpo agradece por dentro e por fora: o sistema imunológico é fortalecido e, com isso, é possível reduzir o risco de crises alérgicas, insônia e cansaço, além de gerar mais energia e disposição durante o dia.

Os bons resultados não param por aí: a alimentação viva irá proporcionar mais beleza à sua pele e aos seus cabelos! Além de benefícios imediatos, como perda de peso, o crudivorismo pode retardar o processo de envelhecimento. Incrível, não é mesmo?

Como se adaptar à alimentação viva

11.png

Comece devagar. Entender como funciona este tipo de alimentação é fundamental para saber se seu corpo reagirá bem à nova rotina, que exige disciplina e seriedade. A adaptação, é claro, virá aos poucos, afinal, é muito difícil conseguir mudar tão radicalmente e em pouco tempo a forma de se alimentar. Estar aberto a experimentar novos sabores é o primeiro passo: você descobrirá um universo de alimentos diferentes e vai, aos poucos, identificar o que mais te agrada para saber o que incluir ou não no seu dia a dia. Para isso, é muito importante pesquisar e trocar experiências com quem já segue esse tipo de alimentação.

Outra dica importante é beber muita água. Como os alimentos crus apresentam uma grande quantidade de água, muitas pessoas acreditam que podem reduzir o consumo da bebida. Isso é um erro, afinal, hidratação é fundamental para o bom funcionamento do organismo! Por falar em erros, algumas pessoas falham ao começar a nova dieta porque se perdem na quantidade de alimento. Os alimentos vivos alimentam mais, nutrem mais e se come menos.

Um grande aliado da alimentação crudívora é o processo de germinação dos grãos. Na germinação da quinoa, por exemplo, é necessário enxaguar 6 vezes os grãos para obter um bom sabor ao final do processo. Coloque a quinoa de molho na água por um período de 4 horas. Após este período, drene a água e lave bem e várias vezes os grãos. Mantenha os grãos em um pote de vidro com inclinação de 45 graus e coberto com o filo preso por um elástico para que escorra toda a água.

O pote deve ficar em local seco, com ar e com luz natural indireta. Vale lembrar que o frio da geladeira interrompe o processo da germinação. Conforme a germinação, ou seja, o aparecimento de brotinhos, os grãos estarão prontos. Normalmente o tamanho dos os brotos de grãos de quinoa podem chegar até 1cm. Todo o processo pode levar de 2 até 3 dias.

Acontece que muitos nutrientes adormecidos renascem e se reproduzem com o processo de germinação. Inclusive, alguns estudos de fotografia que comparavam a aparência da comida viva e da cozida mostraram que a energia das células fica mais brilhante quando o alimento não passa pelo processo de cozimento. Apesar de parecer simples, o processo é complexo e vai ser um assunto de um próximo post.

Receita do Chef

Agora que você já tem muita informação sobre a alimentação crudívora, que tal colocar a mão na massa e fazer uma deliciosa receita? Confira abaixo a receita do chef de mousse de manga com linhaça.

Mousse de manga com linhaça

Rendimento
1 porção

Utensílios
Liquidificador, peneira e colher

Ingredientes
3 colheres de sopa de linhaça hidratada em água (conforme procedimento do gel de linhaça)
½ manga
4 folhas de hortelã

Preparo
Bata no liquidificador a manga com o gel de linhaça. Se preferir pode peneirar.

Dica
Para variar e adoçar essa receita, adicione 1 colher de café ou de sopa de mel ou 1 banana madura. Você também pode acrescentar 1 colher rasa de cacau. É importante ter em mente que a alimentação viva não é apenas uma dieta que vai contribuir para sua perda de peso ou te fazer desintoxicar.

Se você quiser usufruir de todos os benefícios deste tipo de alimentação, terá de transformá-la no seu estilo de vida. Você já conhecia esse tipo de alimentação? Tem alguma dica para quem pretende começar? Deixe seu comentário no espaço abaixo. Queremos saber!