O USO DOS SANITIZANTES NAS EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO

Para os estabelecimentos do segmento de alimentação, é importante diminuir os riscos de contaminação dos alimentos, a fim de evitar prejuízos à saúde do consumidor. Assim, é imprescindível garantir as boas condições higiênico-sanitárias de utensílios, equipamentos e instalações. No entanto, mais do que higienizar, é preciso sanitizar.

Diferenças entre sanitização e higienização

higienização remove resíduos minerais e orgânicos aderidos às superfícies que possam vir a facilitar o desenvolvimento e proliferação de microrganismos, assim como servir de abrigo para os mesmos. Já a sanitização é utilizada para a redução dos microrganismos, patogênicos ou não. Ela é realizada após a higienização de utensílios, equipamentos, instalações e também dos alimentos com a aplicação de produtos sanitizantes.

Há, no mercado, diversas alternativas de produtos sanitizantes apropriados para a utilização nos estabelecimentos do ramo de alimentação e seu uso é regularizado e aprovado pela legislação brasileira, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e pelo Ministério da Saúde.

Para escolher o sanitizante mais apropriado, deve-se verificar a sua toxicidade, seu poder corrosivo, se há possibilidade de efeito residual que possa contaminar os alimentos, se provoca manchas nos utensílios, equipamentos e superfícies, se pode contaminar o meio ambiente, se é hidrossolúvel e aprovado por lei.

Saiba quais são os sanitizantes mais utilizados pelos estabelecimentos do segmento de alimentação:

Álcool 70º

22.png

Encontrado facilmente em farmácias, o álcool 70º é uma solução composta por70% de álcool etílico e 30% de água deionizada. Seu poder sanitizador é de baixa a média eficiência. O seu uso é simples: basta aplicar nos utensílios, equipamentos e superfícies e deixar evaporar, sem a necessidade de enxague.

Cloro / Hipoclorito de sódio

222.png

Com alto poder bactericida, o cloro é bastante usado em satinização, especialmente na forma líquida de hipoclorito de sódio, também conhecida como água sanitária. Dependendo do que será sanitizado, pode ser utilizado puro ou dissolvido em água, a chamada água clorada. Em ambos casos, é necessário fazer o enxague após o uso. No entanto, é preciso precaução, uma vez que pode causar corrosão em alguns tipos de metal, ou descoloração de produtos.

O hipoclorito de sódio também é utilizado na sanitização de frutas, verduras e legumes. Para cada litro de água deve-se utilizar 5 mililitros do produto, numa concentração de 2% do ativo. Deixar os alimentos imersos na solução por cerca de 15 minutos e, após o período, enxaguar em água corrente.

Iodophor ou iodofor

É um sanitizante líquido com aproximadamente 1,5% de iodo. É muito utilizado na sanitização de câmaras e caminhões frigoríficos. Apresenta baixa toxicidade. Para ser utilizado, deve ser diluído em água. Requer enxague após o uso.

Receita de sanitizante natural

Quer uma receita de sanitizantes naturais para utilizar na sua casa? O chef Renato Caleffi te ensina:

Ingredientes

2 colheres de sopa de água oxigenada diluída à 3% (pedir para manipular)
2 colheres de sopa de vinagre tinto
1 litro de água

Preparo

Misture todos os ingredientes e deixe a solução descansar por 15 minutos antes de utiliza-la.

Gostou das dicas? Conte para nós o que achou do tema abordado e qual assunto gostaria de ver aqui no blog. Continue nos acompanhando!