VEJA COMO SE LIVRAR DAS ENXAQUECAS COM OS ALIMENTOS CORRETOS

4.jpg

Quem sofre de enxaqueca conhece bem o desespero que acompanha uma crise: dores intensas, mal-estar que não passa, náuseas, enjoo e uma interrupção quase que forçada nas atividades do dia. É difícil trabalhar ou dirigir, impossível estudar ou se concentrar. Em meio à rotina corrida e dinâmica, ter dor de cabeça pode ser um atrasado terrível, não é?

Mas atenção! Se você culpa a genética e o estresse pela enxaqueca insistente e incessante, saiba que outros fatores também podem desencadear as crises, e um deles é a alimentação. Isso mesmo que você está pensando: talvez o segredo para uma vida livre de enxaquecas esteja escondido em algum lugar dentro da despensa!

Já pensou nisso? Então prossiga com a leitura e descubra quais alimentos poderão ajudá-lo a dar um chega pra lá nas desagradáveis dores de cabeça. Vamos às dicas!

Beba bastante água

04.png

A primeira dica não é novidade alguma: mantenha-se hidratado! Ande sempre com uma garrafinha do precioso líquido, beba sucos naturais e água de coco. Se o nosso organismo estiver desidratado, o cérebro pode encolher (ele dá uma murchada, por assim dizer), o que causa dor, irritação e desconforto. Por isso, água para dentro!

A preciosa linhaça

004.png

Você já deve ter visto alguma vez o produto nos supermercados. Se não, passe a prestar atenção nas prateleiras: a linhaça pode ser uma excelente aliada no combate à enxaqueca. Esse alimento é rico em ômega 3 e funciona como um anti-inflamatório natural, capaz de evitar a dilatação dos vasos sanguíneos que costumam desencadear crises. Outros alimentos abundantes em ômega 3? Os peixes de água fria, como é o caso do salmão, as nozes e as sementes de chia.

O poderoso selênio

0004.png

Essa importantíssima substância atua no sistema nervoso e ajuda a neutralizar os radicais livres, por isso, é um santo remédio contra a dor de cabeça. Castanhas, sementes de girassol e farelo de trigo são algumas das possíveis fontes desse nutriente.

Passe longe do álcool e controle o açúcar

O consumo exagerado de bebidas alcoólicas faz as doses de glicose do sangue caírem drasticamente. É o que se chama hipoglicemia. Essa condição favorece a dilatação dos vasos de sangue, e daí para a dor de cabeça é um pulo só! Fique atento: guarde a cervejinha somente para os fins de semana e aposte nas frutas e sucos naturais no dia a dia. Quanto mais saudável e equilibrada for a sua alimentação, melhor!

Não pule refeições

000004.png

Outro hábito que pode levar a um quadro de hipoglicemia (e, consequentemente, aumentar as chances de dores de cabeça) é o jejum! Por isso, nada de passar várias horas sem comer. Na hora de sair de casa, separe na bolsa ou na mochila vários lanchinhos para o transcorrer do dia: leve frutas, castanhas ou biscoito integral. O segredo é comer de três em três horas e manter o nível de açúcar estabilizado. E nada de perder o café da manhã, almoço ou jantar!

De olho no Complexo B

Esse poderoso grupo vitamínico atua diretamente no cérebro, garantindo seu bom funcionamento. Por isso, dedique atenção especial aos alimentos ricos nesses componentes. Quer alguns exemplos? Couve, agrião, espinafre e ovos! Agora você já sabe.

Cuidado com o cafezinho

0000004.png

Em organismos sensíveis à cafeína, a substância pode fazer um verdadeiro estrago. Fique atento à forma como seu corpo reage ao cafezinho de depois do almoço. Se for o caso, abandone o hábito!

Atenção aos industrializados

00000004.png

A grande maioria dos alimentos produzidos por empresas do ramo alimentício possui em sua composição uma substância chamada glutamato monossódico, que pode, em alguns casos, desencadear crises de enxaqueca. Fique de olho nos salgadinhos, molhos e sopas prontas, temperos e biscoitos. Sempre que possível, opte por uma alimentação natural e livre de conservantes. O seu organismo agradece! #DaHortaParaMesa

Invista na hortelã

000000004.png

Essa santa ervinha tem propriedades analgésicas e anti-inflamatórias, funcionando como uma arma perfeita contra as dores de cabeça. Que tal fazer um chá com a substância? Ou usá-la para molhos e temperos? Opções não faltam no cardápio, basta usar a criatividade! E então? O que achou das nossas dicas? Conhece algum outro truque ou alimento poderoso contra a terrível enxaqueca? Conte para gente e fique de olho no blog para mais dicas como essas. Nos vemos em breve!